1 de setembro de 2007




Os Maiores Clássicos do Demolidor: Frank Miller
Por: Katchiannya (A Galáxia)

Frank Miller é conhecido por ser um dos mais importantes autores de quadrinhos das últimas décadas, cujo trabalho, ao lado do de Alan Moore e Neil Gaiman nos anos 80, deu um novo fôlego e novo rumo à industria de quadrinhos, e mostrando ao grande público que HQs poderiam ser mais do que um "escapismo fantasioso" para crianças e adolescentes (de acordo com seus críticos mais ferrenhos), podendo conter obras críticas, inteligentes e profundas, cujas narrativas iam além de pancadarias nonsense entre heróis e vilões em colantes berrantes (os colantes e a pancadaria podiam até estar presentes, mas eram características secundárias da história).
Desta perspectiva, ler Os Maiores Clássicos do Demolidor é como estar ali de volta ao começo e ver os primeiros passos de Miller para se tornar posteriormente o autor de obras fenomenais como Batman: O Cavaleiro das Trevas, Elektra Assassina, A Queda de Murdock e Batman: Ano Um. Tudo bem que atualmente ando meio decepcionada com ele, especialmente depois de Cavaleiro das Trevas 2, mas não dá para negar que ele já escreveu muita coisa boa.
Se o Demolidor é uma das personagens mais interessantes da Marvel hoje em dia, grande parte disso sem dúvida se deve ao trabalho de Miller. Criado em 1964 por Stan Lee (roteiro) e Bill Everett (desenhos), o Demolidor já trazia na sua composição um grande potencial e uma característica singular: era cego. Entretanto, nunca fez muito sucesso. Quando Miller assumiu os lápis e roteiros do título, ele era publicado bimestralmente e com menos páginas que a maioria das publicações da editora (indicativo de que seria em breve cancelado). Mas, com Frank no comando as coisas começaram a mudar.
Ele retirou quase todo o conteúdo de super-vilões espalhafatosos e transportou o Demolidor para o mundo sujo e difícil da guerrilha urbana. Introduziu novas e interessantes personagens como a ninja Elektra, antiga paixão do herói. Uma personagem feminina verdadeiramente "libertadora" como descreve a editora Diane Schultz no prefácio da edição. Reformulou antigas personagens como o Rei do Crime, o mais importante inimigo do Demolidor e o maior gângster de Nova York, que originalmente era um vilão de terceira nas revistas do Aranha na década de 70. E com isso ganhou uma legião de fãs, alavancou as vendas e salvou o título do cancelamento.
E tudo isso está aí, no Os Maiores Clássicos do Demolidor, que além de mostrar a nova gênese do Homem Sem Medo, traz histórias eletrizantes e empolgantes e que cujo estilo narrativo surpreendentemente quase não envelheceu nas últimas décadas. São histórias que continuam boas mesmo hoje em dia, deslocadas do período em que foram publicadas. Diferente, por exemplo, de algumas histórias escritas por Stan Lee nos anos 60, que apesar de divertidas se levarmos em conta a época em que foram feitas, hoje em dia são meio bobinhas.
Enfim, realmente um clássico.

Os maiores clássicos do Demolidor de Frank Miller - 01.cbr (31,71 MB)
Os maiores clássicos do Demolidor de Frank Miller - 02.cbr (31,72 MB)
Os maiores clássicos do Demolidor de Frank Miller - 03.cbr (32,18 MB)
Os maiores clássicos do Demolidor de Frank Miller - 04.cbr (29,06 MB)

2 comentários:

Anônimo disse...

PTK,
quem te escreve aqui é o OPN, da ComicsBR. me diga uma coisa: tu não tem como postar links para o segundo volume de AMERICAN FLAGG aqui na tua página? Acredito que seria um ótimo acrescimo ao teu site.
Qualquer coisa me email no opn@ig.com.br

Um abraço.
OPN!

Newton disse...

Tem como botar em outro servidor além do easy-share?